Breadcrumb

Data 16-03-2022
MOBI.E: As vantagens em adquirir um veículo elétrico 

Numa altura em que a tendência para o aumento do preço dos combustíveis e das utilities se acentua e não parece ter fim, em parte também devido às alterações climáticas, torna-se cada vez mais premente optar por soluções não só mais económicas como também mais amigas do ambiente, onde o uso de veículos elétricos surge cada vez mais como a opção mais eficiente e eficaz como solução de mobilidade em custo e na redução dos gases de efeito de estufa.
 
A venda deste tipo de automóveis tem vindo a aumentar, tanto com particulares como com empresas. Em 2021, a venda de carros elétricos aumentou 69% em Portugal face ao período homólogo. O aumento da oferta de modelos, a maior autonomia e a expansão da rede de carregamento são algumas das razões.

Para quem vai comprar carro e não sabe qual a melhor opção, os veículos elétricos possuem inúmeras vantagens: 

Amigo do ambiente: Os veículos elétricos não emitem dióxido de carbono ou outros gases para a atmosfera, o que contribui para a redução da poluição atmosférica. Também possibilitam a diminuição da poluição sonora por serem silenciosos; as viaturas elétricas contribuem positivamente para a saúde da população.

Menor custo de manutenção: Não existe a necessidade de uma intervenção mecânica frequente (mudanças de óleo, filtros, correias de transmisão ou velas); a travagem regenerativa permite também poupar nas pastilhas e nos pneus. Por último, a revisão só tem de ser feita a cada 50.000 km, comparativamente com os 20.000 km ou 30.000 km em carros a gasolina ou a gasóleo.

Menor custo de utilização: Ao contrário dos veículos a combustão, os veículos elétricos podem ser carregados em casa, no trabalho, enquanto vamos às compras ou cinema e o custo é inferior ao dos veículos a combustão. Se carregar em casa, o custo não ultrapassa os 30% do valor da gasolina, enquanto que na rede Mobi.E o custo será, em média, de 70%.

Apoios e Incentivos fiscais: Ao comprar um veículo elétrico, tem acesso a um vasto leque de incentivos fiscais. Existe a insenção de pagar o Imposto Sobre Veículo (ISV), o Imposto Único de Circulação (IUC) e ainda se pode beneficiar de um incentivo do Fundo Ambiental (com um valor que acaba de aumentar para 4.000 euros para quem comprar carro 100% elétrico). Se o veículo for comprado por uma empresa, beneficia ainda da isenção do pagamento de tributação autónoma, o IVA da aquisição e utilização do veículo é dedutível e tem ainda vantagens em termos de IRC. 

Isenção ou redução no pagamento de parquímetros: Muitos municípios concedem uma isenção total ou parcial do pagamento do estacionamento. 

Alargamento de postos de carregamento: A rede pública de postos de carregamento tem apostado na sua expansão. A rede Mobi.E cobre quase todo o território português e continua a aumentar com mais de 5.250 pontos de carregamento que representam um crescimento de 8% desde o início do ano.
Sendo uma rede totalmente integrada, permite o acesso global por parte de todos os utilizadores, o que facilita no futuro a sua integração com redes estrangeiras, cumprindo, desta forma, a regulamentação que a União Europeia se prepara para aprovar.   

Factos e números num relance
Rede Mobi.E: A rede Mobi.E integra atualmente 27 Comercializadores de Eletricidade para a Mobilidade Elétrica (CEME) e 73 Operadores de Pontos de Carregamento (OPC) e conta com mais de 58.500 utilizadores. A Mobi.E foi criada para participar na crescente expansão da mobilidade elétrica como a primeira rede de carregamento de nível nacional do mundo. Oferece uma estrutura de mercado baseada na concorrência, atuando como intermediária entre os vários fornecedores e parceiros de roaming, ao mesmo tempo que assegura a completa interoperabilidade e integração de todos os participantes, de forma a permitir o fácil acesso a todos os utilizadores.

Sobre a MOBI.E
A MOBI.E, S.A. é uma empresa pública desde 2015, e assumiu a responsabilidade no mercado regulado da mobilidade elétrica pela gestão e monitorização da rede de postos de carregamento elétrico, nomeadamente em termos de fluxos energéticos e financeiros, como Entidade Gestora da Rede de Mobilidade Elétrica (EGME). A MOBI.E tem um papel de liderança e de facilitador no processo de transição para a mobilidade elétrica em Portugal, agindo como um instrumento público para o desenvolvimento da mobilidade sustentável.